Terça, 24 de Maio de 2022
86 98114-0201
É Notícia Policiamento

Após anúncio da governadora Regina Sousa, PM-PI fará policiamento de bicicleta nas ruas

Segundo a chefe do Executivo estadual, o objetivo da modalidade é que seja usado em ambientes onde as pessoas praticam esportes, como praças e no Centro

07/04/2022 08h28
Por: Pedro Henrique Fonte: iBARRAS24HORAS
Reprodução
Reprodução

Nessa segunda-feira (04/04), a governadora do Piauí, Regina Sousa, anunciou que o estado deve adotar o policiamento com bicicletas.

Regina Sousa já teria apresentado o projeto e sendo também aprovado pelo novo comandante geral da PM-PI, Coronel Scheiwann Lopes.

 

Segundo a chefe do Executivo estadual, o objetivo da modalidade de policiamento com bicicletas é que seja usado em ambientes onde as pessoas praticam esportes, como praças e no Centro.

O formato ostensivo também seria usado em locais onde a população faz caminhada e em paradas de ônibus.

Em entrevista ao programa de TV, “Jornal do Piauí”, da TV Cidade Verde, o deputado estadual Júlio Arcoverde (Progressistas), indagou o formato de policiamento e que no momento estamos em conflito maior com gangues, entre eles o “Bonde dos 40” e “Comando Vermelho”. O parlamentar relatou ainda que a corporação está precisando de armamento atualizado e combustível para as viaturas policiais.

“É bom que se diga que eu não sou contra o policiamento de bicicleta, nem de parques, jardins e praia. Mas nós vivemos em uma realidade que a população está vendo a olho nu. Nós estamos brigando é com gangues, como o ‘Bonde dos 40’, ‘Comando Vermelho’ e o que nós estamos precisando para a segurança pública do Piauí não é bicicleta é aparelhar a Polícia Militar que sofre. Os revolveres da polícia são revolveres muito antigos, as balas são balas frias, não tem gasolina das viaturas. Dificilmente uma cidade do interior para funcionar a segurança da polícia militar tem que fazer convênio com a prefeitura”, disse o deputado de oposição.

O deputado da base Franzé Silva (PT), repudiou as falas do parlamentar da oposição e desafiou Júlio Arcoverde a apresentar números que mostrem que a segurança do estado estaria em crise.

“Acabei de citar que, no Norte e Nordeste, o Piauí está no grupo dos estados que tem menos homicídio. São sete estados que estão nessa classificação: Centro-Sul, Norte e no Nordeste apenas o Piauí. Então é um dado do IBGE que a gente precisa esclarecer essas informações que acabam criando essa sensação de violência e de insegurança do estado além do normal. É preciso melhor o sistema? É preciso. É preciso que a gente busque aprimorar também toda a necessidade de contingente? Sim. Mas é necessário que a gente faça isso dentro da realidade do estado […]. Fazer uma fala como essa que foi feita pelos deputados de oposição é um desserviço para o estado do Piauí e a gente precisa trabalhar dentro da realidade”, pontuou o parlamentar.

Nas redes sociais o assunto é uma pauta polêmica. Há quem diga que irá melhorar no quesito proximidade com a população e há também quem diga que o formato será desnecessário.

Ele1 - Criar site de notícias