Domingo, 16 de Janeiro de 2022
86 98114-0201
Polícia CONDIÇÕES ANÁLOGAS

PM resgata trabalhadores do Piauí que viviam em condições de escravidão no DF

Ao todo, 10 pessoas estavam em área rural na região do Gama. Operação ocorreu após denúncia anônima

26/12/2021 16h53
Por: Redação Fonte: G1
reprodução
reprodução

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) resgatou 10 pessoas, do Piauí (PI), que viviam em situação análoga ao trabalho escravo, na região rural do Gama. A operação foi na tarde de sábado (25), após uma denúncia anônima feita por meio do telefone 190.

O trabalho era em uma plantação de hortaliças, na DF-180. O grupo disse ficava "muitas horas" na lavoura, que estava sem pagamento de salário, e que não tinha condições de sair do local porque, antes de ir embora, precisariam pagar pela passagem do Piauí para Brasília, além dos gastos com comida e até pelo colchão que usavam para dormir.

No local, caracterizado como "degradante" pela PM, os militares identificaram o filho do dono do "Rancho Paixão" como responsável. Ele foi levado à Polícia Federal que lavrou o auto de prisão em flagrante, de acordo com o artigo 149 do Código Penal, por "reduzir alguém a condição análoga à de escravo".

O homem, de 38 anos, disse que "iria registrar [os trabalhadores] e melhorar as condições". O g1 não conseguiu contato com a defesa dos donos da propriedade.

Arroz com farinha

Segundo os trabalhadores, no Natal eles comeram apenas arroz com farinha. Eles também mostraram aos policiais as condições de alojamento, que eram inadequadas, e contaram que não recebiam material adequado para a higiene pessoal.

As dez pessoas foram levadas para um hotel, na região de Taguatinga. Segundo a PM, a advogada dos donos da propriedade rural "providenciou a hospedagem até o dia que eles embarcarem para o Piauí" – no entanto, a volta para o estado de origem não havia sido divulgada até a publicação desta reportagem.

Ele1 - Criar site de notícias