Quinta, 02 de Dezembro de 2021
86 98114-0201
Saúde Vigilância sanitária

BARRAS-PI/Vigilância Sanitária fiscaliza bares, balneários e restaurantes

O coordenador Antonio Carvalho disse que são operações da Vida com o objetivo de verificar os locais quantos a obediência às normas Sanitárias no combate a Covid-19 e na prevenção para Melhorar as condições de higiene e proteger a saúde da população

18/11/2021 07h11 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação Fonte: ibarras24horas
reprodução
reprodução

Barras PI - Hoje dia 17/11 a Visa ( Vigilância Sanitária ) em Barras PI iniciou operação Festejos e intensifica as fiscalizações no município em bares, balneários e restaurantes com relação as normas Sanitárias no combate a Covid-19 e higiene para melhorar a saúde da população e proteger contra doenças. A Visa em Barras PI tem um Cronograma de fiscalização em todo o município.

E segundo o coordenador Antonio Carvalho a Visa em Barras PI respaldada na legislação tem intensificado o combate ao Novo CORONAVÍRUS no município. Ele destacou também normas quantos aos eventos no município de Barras PI e como podem ser feitos. 

TERMO DE RESPONSABILIDADE 

Os promotores, ao assinarem o termo de responsabilidade, se comprometem a respeitar e promover as medidas restritivas a fim de evitar a proliferação do coronavírus no ambiente do evento. Entre os principais pontos elencados no termo estão:

Garantir que não haverá qualquer aglomeração antes, durante ou depois do evento. 

Comunicar imediatamente às autoridades sanitárias se trabalhadores, colaboradores ou clientes apresentarem diagnóstico positivo para Covid-19

Cumprir obrigatoriedade do uso de máscara dentro das instalações 

Fiscalizar a vedação de compartilhar equipamentos, materiais de uso comum e vestiário. 

Confira o Termo de Responsabilidade CLICANDO AQUI.

EVENTOS-TESTE 

O termo de responsabilidade trata ainda sobre a realização de eventos-teste. Estes só poderão acontecer com a venda de ingressos antecipadamente e somente com pessoas cadastradas no SISVISA (Sistema de Informação de Vigilância Sanitária). 

Além disso, o promoter deverá disponibilizar às autoridades a lista contendo todos os participantes com nome, CPF e telefone celular, para monitoramento e rastreabilidade de eventuais casos de contágio. 

"Não queremos punir. Queremos que usem máscara. Nosso interesse jamais é punição. Nosso população não chegou a 80% de vacinados. Ainda temos que cumprir as medidas sanitárias", concluiu Tatiana Chaves.  

Ele1 - Criar site de notícias